manômetro para solda

Os manômetros para solda oferecem vários recursos de segurança para permitir que o operador trabalhe com segurança.

DIN EN ISO 5171 (similar à norma NBR 13196)

A norma DIN EN ISO 5171 (Equipamentos de solda a gás – manômetros utilizados em processos de soldagem, corte e processos associados) descreve, nesta aplicação, os requisitos para os manômetro com tubo Bourdon. Os testes que devem ser cumpridos, servem para proteger o operador, são: Ensaio de torção, ensaio de flexão, ensaio de liberação de pressão, ensaio de resistência e ensaio de inflamabilidade. O teste de liberação de pressão da caixa é particularmente desafiador e é por isso que será explicado em detalhe abaixo.

Teste de liberação de pressão da caixa

teste de liberação de pressão

Manômetro sem dispositivos de segurança suficientes no caso de teste de liberação de pressão

Os elementos de pressão tubo Bourdon podem romper sob sobrecargas não admissíveis (pressão ou ciclos de carga).Com o ensaio de liberação de pressão da caixa, o comportamento do instrumento de medição, no caso, da pressão de ruptura de um elemento é testado.

Por um lado, exige que nenhum gás escape pela parte da frente, e por outro lado que nenhuma parte do manômetro (por exemplo, o visor, o ponteiro ou o mostrador) pode ser ejetada, a fim de combater qualquer risco potencial de lesão.

Características de segurança dos manômetros para solda

A fim de reduzir o potencial de risco para a aplicação, várias características de segurança dos manômetros para solda podem ser utilizadas, tais como:

parte traseira do manômetro

Possíveis colocações de aletas de expansão integradas na parte posterior da caixa. No caso de uma falha o gás pode então escapar pela parte traseira.

  • Na conexão de entrada da pressão do instrumento é integrado um limitador com um diâmetro de abertura de ø = 0,3 mm. Desta forma, o fluxo de gás é limitado de modo a minimizar os efeitos no caso de qualquer dano.
  • Em instrumentos de medição de baixa pressão é integrado um elemento de ruptura (BERP). Quando o instrumento é exposto à pressão total do cilindro, este permite um sopro controlado e direcionado da pressão, antes que o tubo possa estourar em faixas de pressão mais altas.
  • Uma versão com parede deflectora sólida (manômetro de segurança S3 / frente sólida).
  • Uma janela descarga (blow-out) é aberta em caso de falha e garante a fuga do gás.

Conclusão

Manômetros para solda oferecem diversos dispositivos de segurança, que são projetados para proteger o usuário final e permitir que ele se concentrar apenas em sua tarefa – o processo de corte ou soldagem com gases como oxigênio ou acetileno.

Nota
A WIKA oferece os manômetros para solda modelo 111.11 e 111.31 de acordo com a norma DIN EN ISO 5171 (NBR 13196), que foram desenvolvidos especificamente para instrumentos e instalações para soldagem, corte e operações afins. Se precisar de algum conselho para a sua aplicação específica, entre em contato teremos prazer em ajudá-lo.



Deixe uma resposta