Um sensor de nível tipo boia com contatos tipo reed é uma solução amplamente utilizada e mais econômica para medição de nível contínua em vasos e tanques, e os usuários podem ajustar sua faixa de medição de forma flexível. Este artigo descreve os pontos a serem considerados para isso.

Com um sensor de nível tipo reed, o tubo guia possui um número de contatos tipo reed definido internamente, dependendo da faixa de medição. Os contatos formam uma “cadeia de medição” e atuam ao campo magnético da boia, que se move em relação ao tubo guia de acordo com o nível do líquido.

A precisão depende da distância entre os contatos

A precisão deste monitoramento de nível sem uso de energia depende da distância entre os contatos: quanto menor, mais precisa a medição. Cada sensor de nível da série FLR e RLT da WIKA, por exemplo, permite faixas de medição com distâncias de 3 a 24 mm entre os contatos. No entanto, a cadeia de contatos reed não pode ser esticada ao longo de todo o comprimento do tubo guia, pois existem “bandas mortas” em ambas as extremidades do tubo, ou seja, trechos que a boia não detecta devido a restrições de design do dispositivo (confira o gráfico).

Faixa de Medição

O gráfico mostra como a faixa de medição máxima possível (M) com um sensor de nível da série de tratamento de ar é definida: Comprimento do tubo guia (L) menos banda morta (T) e marca de 100 % (X).

 

A faixa de medição máxima não é obrigatória

A faixa de medição de um sensor de nível fica, portanto, entre as duas bandas mortas indicadas no catálogo. A medição pode ocorrer livremente dentro desta faixa. No entanto, não é necessário utilizar a faixa de medição máxima em todas as aplicações. Além disso, adequar o número de contatos necessários para a medição também traz uma vantagem financeira, pois a cadeia de contatos reed é um dos componentes mais caros em um sensor de nível.

Exemplo – Monitoramento de funcionamento a seco

Para monitoramento de funcionamento a seco em um tanque de óleo de um compressor, por exemplo, apenas a parte inferior do tubo guia é necessária para a medição. Neste caso, o ponto de medição superior do tanque ou vaso (marcação 100%) permanece alinhado à parte inferior do tubo guia. Isto marca a distância até a face de vedação da conexão de processo. A faixa de medição é então definida pela seguinte equação:

Comprimento da faixa de medição M = comprimento do tubo guia L – banda morta T – marcação 100 % X

Consequentemente, a faixa de medição para detectar um nível máximo é determinada a partir da face de vedação. Neste caso, o tubo guia pode ser adaptado ao comprimento da faixa de medição.

Observação
Veja mais informações sobre os sensores de nível da série FLR e RLT no site da WIKA. Em caso de dúvidas, entre em contato conosco, ficaremos felizes em ajudá-lo.



Deixe uma resposta