Thermometer mit Fernleitung

Bimetálico ou acionado a gás – a questão do termômetro analógico adequado para o respectivo processo só pode ser respondida em um caso sem comparação: somente termômetros acionados a gás podem ser combinados com um capilar.

Termômetro analógico com capilar

Termômetro analógico com capilar – Essa combinação só é possível com um instrumento acionado a gás.

Na reação a uma mudança de temperatura, ambos os tipos de termômetros analógicos funcionam de acordo com o princípio de expansão. Mas a rotação da hélice em termômetros bimetálicos só pode reagir diretamente e sem “desviar” da indicação. Já um termômetro acionado a gás também é adequado para a transmissão do valor medido via capilar, devido ao seu enchimento de hélio. Tal capilar tem um diâmetro externo de apenas 2 mm e um diâmetro interno de 0,1 a 0,2 mm.

Um termômetro analógico com capilar posiciona os usuários no melhor local para poder ler a temperatura do processo, mesmo em pontos inacessíveis. Por meio de um bulbo de contato, ela também pode ser medida em tubulações menores. Outra vantagem é a ligação entre maiores distâncias. Desta forma, os termômetros podem ser integrados centralmente em um painel de instrumentos, um painel elétrico ou um painel de controle.

Especificação do arranjo de medição

Para a especificação de um termômetro acionado a gás com capilar, a faixa da escala, o comprimento do capilar e o tipo de conexão da sonda devem ser conhecidos. Com um comprimento capilar de até 60 m, a WIKA garante a classe de precisão 1 do respectivo instrumento (de acordo com a EN 13190). A pressão de enchimento necessária para um termômetro analógico com capilar da WIKA varia entre 25 bar (grande span) e 180 bar (pequeno span).

Tal arranjo de medição pode ser instalado sem nenhum problema em qualquer planta. No entanto, os usuários devem observar um raio de curvatura mínimo para garantir que o capilar não se dobre e que o hélio possa se expandir. Além disso, recomendamos uma proteção em espiral de aço inoxidável contra impactos mecânicos.

Nota:
Mais artigos sobre critérios de seleção para termômetros analógicos estão disponíveis sobre temperatura do processo e tempo de resposta. Mais informações sobre ambos tipos de instrumentos podem ser encontradas no site da WIKA sob os títulos “Termômetros analógicos” e “Termômetros com contatos elétricos”.

Saiba mais sobre as diferenças entre termômetros bimetálicos e acionados a gás no vídeo abaixo:

Bimetálico ou acionado a gás – a questão do termômetro analógico adequado para o respectivo processo só pode ser respondida em um caso sem comparação: somente termômetros acionados a gás podem ser combinados com um capilar. Na reação a uma mudança de temperatura, ambos os tipos de termômetros analóg



Deixe uma resposta