Pressostato eletrônico

Na indústria de construção de máquinas, tornou-se prática comum a utilização de pressostatos eletrônicos. O uso de pressostatos mecânicos está em declínio. As vantagens da versão eletrônica do pressostato são um display digital, pontos de chaveamento ajustáveis e maior confiabilidade. Um pressostato eletrônico é baseado em um sensor de pressão eletrônico (muitas vezes também conhecido como um transmissor de pressão) e, portanto, também possui a mesma funcionalidade. Por causa dos interruptores eletrônicos integrados usados para abrir ou fechar o circuito elétrico, ele é capaz de executar tarefas de controle simples.

O ponto de comutação e o ponto de reinicialização podem ser ajustados individualmente e convenientemente no dispositivo. Por definição, um pressostato apenas fornece os sinais binários, tais como ponto de comutação ou ponto de reposição “alcançado” ou “não alcançado”, mas não fornece qualquer informação sobre até que ponto a pressão atual está longe do ponto de comutação ou do ponto de reposição “alcançado”. Por esta razão, muitos pressostatos possuem um display e, adicionalmente, um sinal de saída analógico. Isso permite verificar a pressão aplicada ou os parâmetros ajustados no visor.

Naturalmente, o valor de pressão também pode ser transmitido através do sinal de saída analógico para uma unidade de controle. Este tipo de pressostato eletrônico pode ser considerado um instrumento 3 em 1. Ele combina um interruptor eletrônico, um transmissor de pressão / sensor de pressão e um display digital em um único instrumento. Além do pressostato eletrônico PSD-30, a WIKA também oferece os termostatos eletrônicos e chaves de nível eletrônicos com mesmo design.



Deixe uma resposta