Manômetros DirectDrive

Manômetros DirectDrive diferem da estrutura dos padrões de manômetros. Desta maneira, eles possuem características especiais que os qualificam para áreas de aplicação específicas.

Características especiais do manômetro DirectDrive

Os manômetros DirectDrive possuem elementos de pressão especiais, os quais possuem um tubo em espiral (como no modelo 116.15) ou um tubo em helicoidal (como para os modelos 116.18.023, 116.18.036, 116.18.041).

Manômetro DirectDrive

Tubo em espiral e tubo em helicoidal

A principal diferença, com respeito a construção, é que no manômetro DirectDrive não há a necessidade do movimento para transmitir o curso do tubo. Em um manômetro padrão, um movimento transmite o deslocamento do elemento de pressão. O ponteiro pode ser adaptado precisamente ao ângulo de indicação pretendido (ângulo normalizado = 270º) através de ajuste. Em manômetros DirectDrive esse movimento não existe e a extremidade do elemento de pressão representa, ele mesmo, o ponteiro. Portanto, instrumentos DirectDrive não podem ser ajustados. O ângulo de indicação é sempre definido como 1:1 conforme deflexão da extremidade do elemento de pressão.

No entanto, para alcançar a exatidão da indicação requerida (classe de exatidão padrão é de 4.0%), para cada elemento de pressão – dependendo da deflexão do ponteiro – o mostrador é selecionado com o ângulo de indicação apropriado. Até mesmo a menor tolerância de fabricação em tubos, de uma mesma faixa de pressão, pode conduzir para o ângulo variando em duas versões idênticas de manômetro. A tolerância dentro da qual o ângulo de indicação se movimenta para uma única versão de instrumento é, portanto, definida como ± 15º. Por padrão, o ângulo de indicação é 120º ± 15.

A principal vantagem de uma transmissão direta do curso do tubo encontra-se na maior resistência ao choque e vibração do instrumento. Primeiramente, não há movimento derivado de componentes individuais, múltiplos e delicados e segundo, existe apenas um único ponto de união entre o elemento de pressão do DirectDrive e a conexão ao processo. Como complemento, a forma específica do elemento de pressão também contribui para essas propriedades.

Áreas de aplicação

Por causa das propriedades estabelecidas, os manômetros DirectDrive são especialmente adequados para aplicações onde o choque e a resistência a vibração são mais importantes do que a exatidão da indicação. Portanto, eles são excelentes para aplicações em que ocorrem choques e vibrações frequentes. Além disso, seu projeto de perfil fino, é ideal para ambientes operacionais com pouco espaço. Uma área importante de aplicação são válvulas e controles em cilindros de gás móveis. Neles geralmente é suficiente ter um manômetro que indique quando a pressão de enchimento está abaixo de uma determinada pressão. Isso é geralmente indicada numa área vermelha no mostrador do manômetro.

Manômetros DirectDrive são muito adequados para a integração em unidades de consumo. A integração do adaptador e o elemento de pressão podem ser diretamente inserida dentro do contorno da válvula, assim não necessitando do invólucro do manômetro. Nesses casos, normalmente o visor é entregue separadamente e é encaixado no fabricante de válvulas. Isto proporciona ao cliente um acréscimo especial no valor em termos de design visual.

Conclusão

Manômetros DirectDrive são particularmente adequados para consumidores com necessidades especiais em termos de aplicação e design.

Nota

Em longo prazo os nossos clientes dos manômetros DirectDrive já conhecem os benefícios do antecipado envolvimento dos nossos especialistas, no caso ideal, já na fase de projeto da aplicação. Você precisa de algum conselho para uma aplicação existente ou uma nova ideia que ainda será desenvolvida? Seu especialista ficará feliz em ajuda-lo.

Veja também nosso artigo:

Manômetro com tubo Bourdon – princípio de funcionamento



Deixe uma resposta