Instrumentos mecânicos de medição de pressão com contatos de alarme integrados oferecem duas funções em um só produto. A tarefa de medição de pressão é alcançada sem a necessidade de nenhuma fonte de alimentação externa e assim, sempre provê uma exibição local confiável. Ao mesmo tempo, o contato de alarme pode abrir ou fechar um circuito dependendo da posição do ponteiro do instrumento de medição e, desta maneira, assume o controle e funções reguladoras. Dependendo das condições de operação, existem vários tipos de contatos. A WIKA utiliza quatro modelos: contato magnético tipo ‘ação rápida’, contato tipo ‘reed’, contato indutivo e contato eletrônico.

Contato magnético tipo ‘ação rápida’

O contato mecânico magnético tipo ‘ação rápida’ é um contato universal para quase todas as condições de operação. Ele funciona da seguinte maneira: sua alavanca de contato é guiada pelo ponteiro do instrumento de medição. Quando o ponto de atuação é alcançado, a alavanca do contato é atraída por um imã permanente e salta para a alavanca transmissora. O imã permanente também aumenta a pressão do contato e protege os contatos dos efeitos de arco elétrico durante as operações de chaveamento. O contato magnético tipo ‘ação rápida’ é um contato de alarme passivo e livre de potencial, que não precisa de fonte de alimentação externa para operação. Ele não é adequado para operações em áreas perigosas nem para aplicações com baixas cargas elétricas (ex., PLC), por razões de confiabilidade de comutação. Para instrumentos com líquido de enchimento, nós recomendamos o uso de um ‘relé’ de proteção do contato, para garantir uma carga definida.

Contato tipo ‘reed’

Contatos tipo ‘reed’ são adequados para comutação de alta tensão (até 60 watt) e também para correntes e tensões muito baixas (ex., aplicações PLC). Esse contato de alarme biestável pode ser ajustado como normalmente fechado, normalmente aberto ou reversível. Suas lâminas de contato, com revestimentos especiais, são fundidos em vidro sob uma atmosfera de gás inerte e protegidos assim contra corrosão. O contato atua por meio de um imã no ponteiro do instrumento de medição, por aproximação e sem fonte de alimentação elétrica. Ele funciona sem desgaste e, com até 106 ciclos de comutação, possui uma vida útil muito longa. Para aplicações com cargas indutivas ou capacitivas, um circuito protetor é necessário devido aos picos de corrente e tensão que ocorrem.

Contato indutivo

Contatos indutivos são contatos de alarme ativos que são usados especificamente para aplicações em áreas perigosas (zona 1 e 2). Sendo assim, eles devem operar em conjunto com um amplificador isolado intrinsicamente seguro. Esse tipo de contato é particularmente adequado para processos que necessitam sinalização confiável com alta frequência de comutação. Contatos indutivos também são livres de desgaste. Os elementos-chave são a sensor indutivo (cabeçote de controle) conectado ao ponteiro de ajuste, com seus eletrônicos totalmente resinados e a montagem mecânica com a bandeira móvel. A bandeira é movida pelo ponteiro do instrumento (ponteiro do valor atual). Quando a bandeira entra na fenda do sensor indutivo, isto então aumenta a seu campo elétrico. A alteração subsequente da corrente atua como sinal de entrada para o amplificador de chaveamento da unidade de controle.

Contato eletrônico

Contatos eletrônicos podem atuar em pequenas tensões e correntes diretamente e, portanto, adequados especialmente para aplicações PLCs e aplicações similares. Eles são constituidos de um contato indutivo com um amplificador de comutação integrado (estágio transistor PNP/NPN) Portanto não é necessária uma unidade de controle. Tal como acontece com o contato indutivo, a operação de comutação desse contato de alarme resulta da interação do sensor indutivo e da bandeira do ponteiro móvel. Portanto, contatos eletrônicos são também notáveis pela sua operação livre de desgaste e sua vida útil muito longa. Entretanto, eles não são adequados para o uso em áreas perigosas.

 

Os contatos de alarme usados pela WIKA (da esquerda para a direita) contato magnético tipo ‘ação rápida’, contato tipo ‘reed’, contato indutivo e contato eletrônico.

Nota
Mais informações sobre os contatos de alarme WIKA podem ser encontrados na folha de dados relevante (PDF) e também na brochura “Mechatronic pressure measuring instruments” (PDF).



Deixe uma resposta